Você sabia que o salto de paraquedas pode ajudar no tratamento de dependentes químicos?

Mais perto do céu e mais longe das drogas. É através da prática do paraquedismo que muitos dependentes químicos têm encontrado o caminho para superar o vício e resgatar a própria vida.

A dificuldade de enfrentar os medos e superar os desafios são sem dúvida os principais motivos que levam milhares de pessoas a buscarem nas drogas uma falsa sensação de alegria e bem-estar.

Por esse motivo, um psicólogo e uma equipe de paraquedistas do Mato Grosso do Sul tiveram a ideia de apresentar para um grupo de indivíduos em processo de recuperação da dependência química uma real e verdadeira sensação de estar vido, o paraquedismo. E a resposta foi surpreendente.

O que acontece?

Muitas pessoas têm dificuldade em abandonar o vício das drogas por simplesmente não se sentirem capazes de fazê-lo. O vício faz com que o indivíduo se sinta cada vez mais impotente diante da situação.

Por isso, enfrentar a dependência é uma atitude que exige coragem e força de vontade, que são característica que quem salta de um avião a quatro mil metros de altura para cair em uma velocidade de 200km/h aprende a desenvolver da maneira mais saudável.

Enfrentar o próprio medo através da experiência desafiadora que é saltar de paraquedas é algo capaz de devolver auto estima, a coragem e a capacidade de acreditar novamente em si mesmo e na própria capacidade de superar obstáculos.

O fator químico

Durante o salto de paraquedas o corpo recebe uma descarga de adrenalina, essa descarga é responsável por fazer o organismo liberar grandes quantidades de endorfina e serotonina, que são os hormônios responsáveis pelas sensações de prazer e bem-estar.

É importante ressaltar que as quantidades dessas substâncias liberadas no momento do salto são até dez vezes maior do que qualquer substância química é capaz de induzir.

Quase a totalidade dos dependentes químicos apresenta um quadro crônico de depressão, e isso faz com que o organismo fique condicionado a produzir e liberar cada vez em menos os hormônios responsáveis pela sensação de felicidade.

Estudos recentes comprovaram que o choque causado pela descarga de adrenalina liberada na hora do salto é capaz de fazer com o que o organismo volte a produzir e liberar normalmente essas substâncias. Em outras palavras, é como se o salto de paraquedas funcionasse como um empurrão para fazer o corpo “pegar no tranco”.

Como funciona?

O salto de paraquedas é apenas uma etapa no tratamento contra a dependência química, mas é uma experiência poderosa e capaz de devolver o gosto pela vida e mostrar de maneira saudável o quanto ela pode ser intensa e apaixonante.

É comprovado pela medicina e pela psicologia que o indivíduo que é apresentado a uma experiência capaz de reinaugurá-lo para uma nova percepção da vida é capaz de atingir o êxito quase que imediatamente em processos de recuperação, e com mínima possibilidade de retrocesso.

Saltar de paraquedas é sobretudo uma experiência fortalecedora e que através da oportunidade de vivenciar o novo e ao mesmo tempo superar desafios promove o resgate da autoconfiança que é tão necessária para durante todo o processo de recuperação do dependente químico e também fundamental para que não haja recaídas futuras.

Redescobrindo o prazer de viver

O salto de paraquedas é um momento carregado de emoção e com alto poder curativo, ele pode se tornar um rito de passagem para uma nova vida, repleta de alegria e emoção e vivida de uma maneira 100% saudável.

Apaixonar-se pela vida é sem dúvida a chave para a recuperação de qualquer dependência química. E é exatamente isso que o salto de paraquedas proporciona, um momento único, apaixonante e repleto de beleza, que faz com quem salta descubra ou redescubra quão incrível a vida pode ser.

Quer saltar de paraquedas, mas ainda tem medo? Então confira as nossas dicas

Saltar de paraquedas não é um feito difícil de se realizar mas exige coragem, afinal estamos falando sobre saltar de um avião em movimento a 1200 pés de altura para uma queda livre.

Como em toda experiência desafiadora é natural que sentir um pouco de medo, afinal é um algo desconhecido. Porém, com preparo adequado, facilmente o medo se converte em expectativa.

Selecionamos 5 dicas essenciais para você perder o medo de vez e aproveitar ao máximo o seu salto.

1-Procure uma escola de referência

Embora saltar de paraquedas não seja complicado é fundamental escolher uma escola regulamenta de acordo com os padrões e normas estabelecidas pelos órgãos internacionais de regularização e regulamentação do esporte, que disponha de profissionais experientes, instrutores capacitados e uma infraestrutura adequada, como a do Clube Escola Paraquedismo de Boituva, que opera há 21 anos e está localizada na melhor área para saltos do país, o Centro Nacional de Paraquedismo.

Não é preciso aprofundar muito sua pesquisa para descobrir informações importantes como por exemplo: As estatísticas mostram que saltar de paraquedas é mais seguro que andar de ônibus.

2- Converse com quem já saltou

Não há nada como a voz da experiência, portanto, converse com pessoas que já saltaram e pesquise o depoimento de outras pessoas na internet.

Através do contato com histórias de outas pessoas que já saltaram você verá que o medo é algo natural, no entanto, ele não pode impedir que você viva a experiência mais intensa da sua vida.

Você verá que é unânime – todos os que saltaram, quando pousam, estão maravilhados pela experiência e o medo não só deixa de existir como passa a ser até engraçado.

Todas as grandes conquistas só se tornam possíveis quando enfrentamos o medo e abrimos espaço para novas oportunidades.

3- Esqueça os clichês

Existem muitos mitos sobre saltar de paraquedas como: “ E se a corda arrebentar?... E se o paraquedas não abrir?... E se o paraquedas se soltar? ” Mas esqueça! Esses clichês existiam há muito tempo, mais de um século para ser exato.

Graças aos avanços da tecnologia, hoje todo o equipamento utilizado para os saltos é extremamente seguro.

Não se utiliza mais a corda de rasgo para abrir o paraquedas, seu acionamento é feito através de um dispositivo de segurança.

E se (existe uma probabilidade mínima disso acontecer) o paraquedas principal não abrir, ou acontecer algum tipo de problema, um paraquedas extra entra em ação instantaneamente.

4- Faça perguntas ao instrutor

Antes do primeiro salto, mesmo que você optou por um salto duplo, ou seja, preso ao instrutor, é necessário passar por breve treinamento.

Nesse momento é importante estar bem concentrado, faça perguntas sobre tudo que vier na sua cabeça, conheça o nome dos equipamentos e para que eles servem. Quanto mais você conhecer sobre o procedimento mais preparado e seguro estará na hora de saltar.

Anote tudo o que vier na cabeça para que você não esqueça de nada quando quiser tirar todas as suas dúvidas.

Você nunca está 100% pronto para viver uma nova experiência, ainda mais uma experiência tão intensa como é o salto de paraquedas, mas você pode estar o mais preparado possível, e isso com certeza fará toda a diferença para tornar seu salto uma experiência inesquecível como ela deve ser.

5- O que fazer antes de saltar

Não é uma regra, mas lembre-se que você estará caindo em queda livre de uma altura de quase quatro mil metros. Portanto, evite comer alimentos pesados de preferência desde a véspera de saltar.

Certamente você irá querer estar em pleno vigor para desfrutar o máximo dessa experiência incrível, procure ter uma boa noite de sono na véspera do salto.

Assim você evitará qualquer mal-estar ou desconforto que possa incomodar você na hora do salto.

Agora é saltar!

Você já seguiu todas as nossas dicas. Agendou o salto no Clube Escola Paraquedismo de Boituva, fez sua pesquisa, conversou com os instrutores e tomou todas as precauções. Pois bem, agora é só relaxar e aproveitar o momento.

E mais uma dica, não esqueça de registrar seu salto com fotos e vídeos, uma experiência tão incrível, com certeza você vai querer rever e compartilhar sempre que se lembrar.

  • Contato

  • (15) 3263-1645
  • (11) 97167-1111
  • contato@boituvaparaquedismo.com.br

Siga-nos

  • Onde estamos

  • Rua Waldemar da Silva Ramos
  • CNP - Centro Nacional de Paraquedismo
  • Boituva - SP